Segunda-feira, 14 de Julho de 2008

A imagem é o mote para lirismo



Angra do Heroísmo, vista do Monte Brasil.

Árvores felizes

E no Monte, de verdes majestosos,
As sãs árvores erguem-se felizes,
Para intervalarem vultos gloriosos
Que proclamam o amor às raízes.

Os verdes vestem campos valiosos;
De alvo se cobrem as cicatrizes
Profundas dos tremores furiosos
Que às mansões deram horas infelizes.

Em Angra sempre brilha o heroísmo;
As árvores são vida p'ra cidade
Que respira o valor da liberdade.

O quadro tem o mote do lirismo:
O sonho voa p'lo olhar atento,
Na copa baila a brisa do momento!

@ Terceirense

publicado por Terceirense às 19:39
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 5 de Junho de 2008

Notícias

Andava eu à procura de um código postal que até nem tinha nada a ver com a Serreta, mas ao deparar com o sítio ideal para saber-se estas coisas de códigos, o sentido levou-me a rumar para os lados da freguesia da Serreta, que é e será do concelho de Angra do Heroísmo, e descobri um título curioso...

 

"ITALIANOS ENCANTADOS COM A TERCEIRA - Turismo de luxo viável nos ... - A União"

 

E assim, dedos para que vos quero, avancei no clique e deparei-me com um belo de um artigo da autoria de João Rocha, que a dada altura fez-me reler:

 

(...) Os italianos, da empresa Tecnhicolor, passaram, a 1 de Maio, um dia "absolutamente diferente" na Terceira, sendo que o serviço turístico contemplou uma exibição musical em pleno mar.

 

Numa organização da Top Atlântico Açores, os realizadores e produtores de cinema italianos apreciarem um tipo de organização turística testado pela primeira vez nos Açores: usufruir da paisagem como factor importante na oferta turística dos Açores em que o mar e as ilhas foram determinantes para a escolha do local, embora o tempo não tivesse colaborado.

 

Mesmo assim, na freguesia da Serreta, foram contemplados pela actuação de um Grupo de Instrumental de Sopro, que se fez transportar num barco de pesca. No ambiente marítimo criado para o efeito, houve também lugar para um bote baleeiro, de São Mateus.

 

A animação em terra foi garantida por um grupo de tocadores da viola da terra e de cantares.

 

Na Ponta do Queimado, na Serreta, foi construída uma estrutura própria em madeira, sendo que o jantar teve de ser transferido para um restaurante local face às adversas condições climatéricas.

 

A ementa integrou sopa de peixe, cherne grelhado, vinho verdelho dos Biscoitos e doçaria conventual. Os italianos, que também passaram pelas ilhas das Flores e Faial, tiveram a oportunidade de assistir a uma toirada à corda, nas Fontinhas. (...)

 

Então, resolvi emoldurar este artigo para não me esquecer que a ilha, o mar, a Serreta encantaram os italianos... Ah, grandes italianos!! "Molte grazie".

 

Outra notícia que também me atraiu para a Serreta foi a do falecimento do homem que contava 91 anos e já tinha feito 61 anos de casado. Os sinceros pêsames a toda a sua família.

publicado por Terceirense às 15:01
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 22 de Abril de 2008

Dia da Terra


Se não fosse esta magnífica imagem do pesquisador Google eu não atinava neste dia. A Terra bem que precisa atenção não só hoje mas por aí adiante. Da maneira que as coisas vão caminhando, não tarda muito a terra já era.

O Dia da Terra foi criado em 1970, pelo Senador norte-americano Gaylord Nelson, que convocou o primeiro protesto nacional contra a poluição, protesto esse coordenado a nível nacional por Denis Hayes. Esse dia conduziu à criação da Agência de Protecção Ambiental dos Estados Unidos (EPA).

A partir de 1990, o dia 22 de Abril foi adoptado mundialmente como o Dia da Terra, dando um grande impulso aos esforços de reciclagem a nível mundial e ajudando a preparar o caminho para a Cimeira do Rio


Fonte: CONFRAGI

Nos blogs do SAPO a pesquisa por Dia da Terra devolve-nos um histórico de realce.

publicado por Terceirense às 11:45
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 26 de Março de 2008

Quem visita a ilha brava e doce fica com...

Uma lembrança sem igual:

"Quarta-feira, 19 de Março de 2008
NA ILHA TERCEIRA A PRIMEIRA- Parte 2

A estrada que liga A cidade da Praia à de Angra do Heroísmo, um piso bem cuidado, ladeada por pastagens em quadriculas rodeadas de pedras enegrecidas, o verde das árvores, as flores nas bermas a saudar quem passa com  aroma e cor, orquídeas de tons aveludados e as vacas pachorrentas atravessando a via, indiferentes aos automóveis, cheirando-nos, majestosas .

Nas localidades intermédias, os Impérios de cores aguerridas, sobressaindo da tradicional cor da pedra do casario e dos monumentos de traça renascentista, que os abalos sísmicos vão poupando nas suas constantes investidas. E ao fundo, à esquerda, o mar na sua majestade , parecendo dócil à distância, o mar azul ." (...)


Continue a ler no blog que aportou aqui.

publicado por Terceirense às 23:14
link do post | comentar | favorito

«Ó gente da minha terra»

Lembrei-me deste fado "Ó gente da minha terra", logo pela manhã, porque na minha terra estão a acontecer coisas que não aconteciam antes ou se aconteciam quase só se sabia quando estavam mais que consumadas e, então, aí sim, vinha a público aquele role de histórias que colocava todos em alvoroço.

Agora tudo é mais rápido e sabe-se em tempo record pelas vias modernas. É o caso desta notícia que basta inserir em hiperligação, de proporções violentas e com pessoas idosas. Como diria minha avó: "Ao que nós chegámos!"

E deixo-vos com a letra de «Ó gente da minha terra»

É meu e vosso este fado
Destino que nos amarra
Por mais que seja negado
Às cordas de uma guitarra

Sempre que se ouve o gemido
De uma guitarra a cantar
Fica-se logo perdido
Com vontade de chorar

Ó gente da minha terra
Agora é que eu percebi
Esta tristeza que trago
Foi de vós que a recebi

E pareceria ternura
Se eu me deixasse embalar
Era maior a amargura
Menos triste o meu cantar

Ó gente da minha terra
Agora é que eu percebi
Esta tristeza que trago
Foi de vós que a recebi

 

Fado originalmente escrito e interpretado por Amália Rodrigues. Embora pertencente ao repertório amaliano, este fado tornou-se um hit deste género musical português na voz de Mariza, já no século XXI.

publicado por Terceirense às 08:19
link do post | comentar | favorito

Enquanto houver amor, ilha e arte blogarei por toda a parte...

Terceirense

No adro

De volta com a natureza d...

Dias comemorativos

Hélio Costa, autor de Dan...

Uma carta da Azoriana

Folclore, Marchas, Vozes,...

A imagem é o mote para li...

Notícias

Dia da Terra

Quem visita a ilha brava ...

«Ó gente da minha terra»

No terreiro

Na varanda

açores(58)

açoriana(4)

açoriano oriental(1)

agradecimento(s)(10)

álamo oliveira(2)

américa(1)

angra do heroísmo(44)

aniversários(2)

assembleia legislativa(1)

azoriana(3)

barack hussein obama(1)

blogosfera(3)

blogues regionais(5)

califórnia(2)

ccd(1)

coelho de sousa(1)

comentários(14)

culinária(1)

curiosidades(18)

desporto(4)

dias comemorativos(17)

do autor(15)

doçaria regional(8)

droap(1)

estatísticas(8)

fagundes duarte(1)

familiares(2)

festa do sol(2)

funcionalidades(3)

hélio costa(1)

hospitais(1)

ilha(62)

joão rocha(1)

jornais(13)

jornais terceira(1)

josé hermano saraiva(1)

luís castro & bassim(1)

luís nunes(4)

mar(8)

monumentos(1)

mortalidade(2)

natal(2)

notícias(32)

poemas(2)

praia da vitória(3)

quadras(4)

regionalidades(34)

roteiro(1)

sanjoaninas 2008(16)

sanjoaninas 2009(2)

sanjoaninas 2011(1)

são carlos(1)

saúde(1)

sentimentos(30)

sidónio bettencourt(1)

sismos(1)

terceira(65)

terra(23)

usa(1)

vitorino nemésio(1)

todas as tags

No balcão

Última hora...

Ao Dr. Domingos Cunha - S...

Poema ao Presidente dos A...

Folclore, Marchas, Vozes,...

Uma carta da Azoriana

A imagem é o mote para li...

O sítio do trovador

Dia dos Açores

O doce do encanto do Divi...

Quadras de improviso

No coreto

Na praça pesquise

 

De passagem

Viva, antes de mais um grande obrigado pelo trabal...
Porque não comentar? Nem que seja para saudar o es...
exelente blog
Olhe, eu descobri o blog hoje e estou a gostar ime...
Gostaria de saber o que não posso perder na ilha t...
Olá gostei muito do seu blog com muitas poesia e c...
Hoje não é o meu dia...A ponte que hoje nos separa...
vamos ter uma rainha muito linda este ano....não h...
Já deixei as Boas Festas no outro lado, mas também...
Olánao sei se fica clara a intençao desta politica...
blogs SAPO

subscrever feeds