Sexta-feira, 15 de Agosto de 2008

"O Chafariz milagroso" do Lameirinho - Angra do Heroísmo

A notícia está exposta no jornal local "A União", que nos relata o atractivo para o dia de hoje cá pelos nossos lados.

É o único chafariz da ilha Terceira que tem uma missão diferente e que entusiasma a gente que gosta desse líquido loirinho, que pese embora trazer algumas reacções, neste dia já merece até festa comemorativa dos 10 anos (1997 a 2007) por brindar com alegria os aficionados da famosa tourada do "Chafariz milagroso".

Imaginem que até teve direito a uma letra, do poeta Álamo Oliveira, para a "Marcha do Chafariz". Quem lhe dá o som festivo é a Filarmónica de Recreio Serretense. O autor da letra e os músicos serão homenageados bem como algumas entidades oficiais.

É assim que se vive intensamente as festas da ilha: com cor e poesia, muito som e alegria, amor e aficion. E tudo isto dá cá uma trabalheira que nem queiram saber... Mas dá gosto ver.

publicado por Terceirense às 13:46
link | comentar | favorito
Sexta-feira, 8 de Agosto de 2008

Pequim 2008

Às 08:08 (12:08 Açores) de 08.08.2008 começou a cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos de Pequim.

"O espectáculo, protagonizado por mais de 50 mil pessoas que pretende mostrar ao Mundo a cultura das 56 diferentes etnias oficiais da China, para além das regiões administrativas especiais de Macau e Hong Kong, marca o arranque de 16 dias de provas, para mais de 11.100 atletas de 205 países.

Mais de 80 chefes de Estado, de Governo e membros de famílias reais assistem à cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos de Pequim, que se realiza hoje, no Estádio Nacional da China, também conhecido como «Ninho de Pássaro»."


Fonte: Jornal Digital

publicado por Terceirense às 20:42
link | comentar | favorito
Quarta-feira, 6 de Agosto de 2008

Alguns poetas portugueses e suas datas lembradas

1. Francisco de Sá de Miranda
(entre 1481 e 1485 - +- 1558)

2. Luís Vaz de Camões
(+- 1525 - 1580)
De vida acidentada mas muito letrada. Soldado. Preso. Navegador. Pobre e triste no fim acaba ajudado pelo escravo Jaú que trouxera da ilha de Java.


3. António Ferreira
(1528-1569)
Introdutor da ode.

4. Frei Agostinho da Cruz
(1540-1619)


5. Francisco Rodrigues Lobo
(+-1579-1621)

6. D. Tomás de Noronha
(m. 1651)

7. Soror Violante do Céu
(1601-1693)

8. António Barbosa Bacelar
(+- 1610-1663)

9. D. Francisco Manuel de Melo
(1608-1666)

10. Frei Jerónimo Baía
(entre 1620 e 1630-1688)

11. Frei António das Chagas
(1631-1682)

12. Gregório de Matos
(1633-1696)

13. Tomás Pinto Brandão
(1664-1743)

14. Paulino António Cabral
(1719-1789)

15. João Xavier de Matos
(1730-1789)

16. Manuel Maria Barbosa du Bocage
(1765-1805)
Poeta de raríssimo talento e um sonetista absolutamente exemplar.

17. Antero de Quental
(1842-1891)
Açoriano. Suicida-se com dois tiros na boca, num banco de jardim em Ponta Delgada.

18. Gomes Leal
(1848-1921)

19. Cesário Verde
(1855-1886)

20. António Feijó
(1859-1917)

21. António Nobre
(1867-1900)

22. Camilo Pessanha
(1867-1926)

23. Teixeira de Pascoaes
(1877-1952)

24. Jaime Cortesão
(1884-1960)

25. Afonso Duarte
(1886-1958)

26. Fernando Pessoa
(1888-1935)
Obra vasta e diversa. Génio reconhecido depois da morte. Poeta de heterónimos e diversas formas poéticas

27. Mário de Sá-Carneiro
(1890-1916)

28. Alfredo Guisado
(1891-1975)

29. Florbela Espanca
(1894-1930)
Alentejana. Excelente sonetista.

30. António Botto
(1897-1959)

31. Vitorino Nemésio
(1901-1978)
Açoriano. Ilha Terceira. "Se bem me lembro..." título do programa na televisão. Grande figur da cultura portuguesa.

32. Carlos Queiroz
(1907-1949)
Sobrinho da famosa Ofélia, a quem Fernando Pessoa enviava as suas cartas de amor.

33. Miguel Torga
(1907-1995)
Médico.

34. Jorge de Sena
(1919-1978)

35. Sophia de Mello Breyner Andresen
(1919-2004)

36. Carlos de Oliveira
(1921-1981)

37. José Saramago
(n. 1922)

38. Natália Correia
(1923-1993)
Açoriana.

39. Alexandre O'Neill
(1924-1986)

40. David Mourão-Ferreira
(1927-1996)

41. Maria Alberta Menéres
(n.1930)

42. E.M. de Melo e Castro
(n.1932)

43. Cristovam Pavia
(1933-1968)

44. Ruy Belo
(1933-1978)

45. Pedro Támen
(n.1934)

46. Manuel Alegre
(n.1936)

Poeta de rara inspiração.

47. José Carlos Ary dos Santos
(1937-1984)

48. José Carlos González
(1937-2000)

49. Vasco Graça Moura
(n.1942)

50. Joaquim Pessoa
(n.1948)

51. Luís Filipe Castro Mendes
(n.1950)

Estes poetas pertencem a um livro que adquiri com muito gosto pelos sonetos portugueses.

Mas há mais, muitos mais que vão surgindo com amor pela língua portuguesa. Dás-me uma mãozinha a completar uma lista onde figurarão novos nomes que estão por aí algures, com as respectivas datas de nascimento.

Na varanda:
publicado por Terceirense às 21:53
link | comentar | favorito
Segunda-feira, 28 de Julho de 2008

Os jornais e os blogs com artigos especiais

Diferentes são os jornais dos blogs. A diferença não está no tema escolhido pelo autor(es). Escreve-se do dia-a-dia. Bloga-se de coisas para um dia ou dias, do dia-a-dia. Altera-se a data de publicação num piscar de olho ou tecla.

Acho que "jornalar" e "blogar" é um estado de espírito que se prende a uma folha de papel ou a um post que se publica na internet. Os jornais também estão na internet, mais recentemente.

É por isso que ler o jornal e ler um artigo já é uma atitude igual. Só muda o figurino.

No jornal local li um artigo de João Rocha, que escreve muito bem à segunda-feira.

Num blog, que toca em múltiplos assuntos, li um post. Escreve o que lhe surge, sem compromissos, todos os dias.

Agora digam-me, qual a diferença entre aquele e este, no que toca ao cerne do tema e à afficion.

E nunca esqueçam que: em Angra do Heroísmo temos as "Serginhas" e em Ponta Delgada tem as "Bertinhas". A diferença está na descoberta.

publicado por Terceirense às 21:59
link | comentar | favorito
Quinta-feira, 5 de Junho de 2008

Num mundo às avessas...

E digam-me, pois, até onde é que vamos?


Algum dia vamos parar para pensar? Neste momento parei e pensei.


O mundo está de pernas para o ar e tudo às avessas, pelo menos o pequeno mundo onde me recolho. Não há dinheiro, trocam-se as cadeiras de uns para outros, os velhos morrem, os novos adoecem mais cedo e não vêem grande futuro à sua frente (há famílias destroçadas pelo álcool, droga e afins), as crianças já não tem tempo de o ser (ouço dizer: "e nunca mais chegam as férias... Estou farto da escola" - e eu penso: Uma criança com este sentimento é mau sinal, não?!), nem os bichos se salvam (é o carrapato, é a pulga, é o pingo milagreiro atrás das orelhas que supostamente o salvará...). Mas nada disso interessa agora.


Nada de alarmes, nada de dizer que nós não temos dinheiro para nada... Nada de pessimismos... É que a Festa Maior de Angra do Heroísmo está quase de portas escancaradas para receber as multidões locais, nacionais e estrangeiras.


São as festas do nosso querido São João. São as simpáticas e acolhedoras festas Sanjoaninas... E o nosso povo quer é festa (que não ousem chamar isto de Circo porque não é. O Circo é fazer a festa dos animais).


Ao meu lado, freneticamente ouço teclas cantando no silêncio interrompido por uma voz que resolveu falar a manhã inteira para cumprir com o calendário de execução das tarefas com prazo limitado e que não são cumpridas (há que insistir). É que não há tempo para se cumprir nada...


Há um cheirinho a férias e a festa. E não pensem que a festa não dá trabalho porque estão redondamente enganados. Dá muito mais trabalho que trabalhar. Acreditem!


Faltam 15 dias para a abertura das Sanjoaninas 2008. É isso que me faz feliz. Oxalá consiga chegar lá a tempo e com bom tempo.

publicado por Terceirense às 11:11
link | comentar | favorito

Enquanto houver amor, ilha e arte blogarei por toda a parte...

Terceirense

No adro

Água quanta queira - Uma ...

Medidas Simples Salvam Vi...

Será isto endividamento?!...

Última hora...

Um Grande Sonho (A big dr...

Eh, home! Só visto...

Cem palavras

Bem vistas as coisas...

As famílias da actualidad...

Dia do Blog - Blog Day 31...

No terreiro

Na varanda

açores(58)

açoriana(4)

açoriano oriental(1)

agradecimento(s)(10)

álamo oliveira(2)

américa(1)

angra do heroísmo(44)

aniversários(2)

assembleia legislativa(1)

azoriana(3)

barack hussein obama(1)

blogosfera(3)

blogues regionais(5)

califórnia(2)

ccd(1)

coelho de sousa(1)

comentários(14)

culinária(1)

curiosidades(18)

desporto(4)

dias comemorativos(17)

do autor(15)

doçaria regional(8)

droap(1)

estatísticas(8)

fagundes duarte(1)

familiares(2)

festa do sol(2)

funcionalidades(3)

hélio costa(1)

hospitais(1)

ilha(62)

joão rocha(1)

jornais(13)

jornais terceira(1)

josé hermano saraiva(1)

luís castro & bassim(1)

luís nunes(4)

mar(8)

monumentos(1)

mortalidade(2)

natal(2)

notícias(32)

poemas(2)

praia da vitória(3)

quadras(4)

regionalidades(34)

roteiro(1)

sanjoaninas 2008(16)

sanjoaninas 2009(2)

sanjoaninas 2011(1)

são carlos(1)

saúde(1)

sentimentos(30)

sidónio bettencourt(1)

sismos(1)

terceira(65)

terra(23)

usa(1)

vitorino nemésio(1)

todas as tags

No balcão

Última hora...

Ao Dr. Domingos Cunha - S...

Poema ao Presidente dos A...

Folclore, Marchas, Vozes,...

Uma carta da Azoriana

A imagem é o mote para li...

O sítio do trovador

Dia dos Açores

O doce do encanto do Divi...

Quadras de improviso

No coreto

Na praça pesquise

 

De passagem

Viva, antes de mais um grande obrigado pelo trabal...
exelente blog
Olhe, eu descobri o blog hoje e estou a gostar ime...
Gostaria de saber o que não posso perder na ilha t...
Olá gostei muito do seu blog com muitas poesia e c...
Hoje não é o meu dia...A ponte que hoje nos separa...
vamos ter uma rainha muito linda este ano....não h...
Já deixei as Boas Festas no outro lado, mas também...
Olánao sei se fica clara a intençao desta politica...
Olá Àlamo,Como não sei como contactar-te, também n...
blogs SAPO

subscrever feeds